Porto de Santos

O Porto de Santos foi inaugurado em 2 de fevereiro de 1892, quando a então Companhia Docas de Santos (CDS) cedeu os primeiros 260 metros de cais, na área do Valongo.

No início do século XX, foram realizadas obras que tornaram o porto salubre, fazendo com que passasse a receber navios de todo o mundo e, consequentemente, tivesse seu movimento expandido significativamente.

Desse modo, o café de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que até então saía do Brasil, em sua grande maioria, pelo porto do Rio de Janeiro, passou a sair pelo porto de Santos, através da malha ferroviária.

Hoje, o porto de Santos é o maior porto da América Latina, e o principal porto brasileiro, tendo sua estrutura considerada a mais moderna do Brasil. Conta com uma área de 7,7 milhões de m², ficando 3,7 milhões de m² na Margem Direita e 4,0 milhões m² na Margem Esquerda. Possui 13 quilômetros de extensão de cais e um total de 59 berços, dos quais 49 públicos e 10 privados. Possui 55 quilômetros de dutos e 100 quilômetros de linhas férreas. Para armazenamento de granéis líquidos conta com uma capacidade estática de, aproximadamente, 700 mil m³ e, para granéis sólidos, instalações para acondicionar mais de 2,5 milhões de toneladas.

Possui, também, uma usina hidrelétrica para abastecimento próprio, com capacidade de 15 mil kVA, buscando o excedente junto à concessionária regional.

O Complexo Portuário de Santos responde por mais de um quarto da movimentação da balança comercial brasileira e inclui na pauta de suas principais cargas produtos como o açúcar, soja, cargas conteinerizadas, café, milho, trigo, sal, polpa cítrica, suco de laranja, papel, automóveis, álcool e outros granéis líquidos. Em 2007, o Porto de Santos foi considerado o 39ª maior do mundo por movimentação de contêineres pela publicação britânica Container Management, sendo o mais movimentado da América Latina.

Sua área de influência primária, que concentra mais de 50% do PIB, abrange os estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Cerca de 90% da base industrial do Estado de São Paulo está localizada a menos de 200 quilômetros do Porto de Santos.

Os acessos ao Porto ocorrem através do Sistema Anchieta-Imigrantes; Cônego Domênico Rangoni; BR-101 (Rio Santos) e SP-55 (Padre Manoel da Nóbrega). Através do modal ferroviário a carga chega pelos ramais da MRS e ALL e por dutovia pelas linhas da Transpetro.

Fontes:
Companhia Docas do Estado de São Paulo - Porto de Santos
Wikipedia
Sérgio Coelho / CODESP
www.imagensaereas.com.br